segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Atividades esportivas gratuitas no Resedás

As inscrições para as aulas disponibilizadas pela prefeitura podem ser feitas de segunda a sábado

Participantes da escolinha de futebol que atende moradores do Jardim Ipê
e Resedás / Foto: Matheus Lianda
Além dos cursos de capacitação oferecidos gratuitamente pela prefeitura, os moradores do Parque dos Resedás também podem aproveitar as atividades esportivas. Cada modalidade atende públicos de faixas etárias diferentes, com o propósito de desenvolver não apenas as habilidades físicas, mas também as de convivência em sociedade.

Os interessados devem comparecer ao Escritório de Assistência Social e se inscrever nas aulas desejadas. As opções são vôlei, futebol society, capoeira regional e atividades esportivas inter-relacionais para mulheres, idosas, crianças e adolescentes.

O professor de educação física Marcus de Lima ensina futebol às segundas e sábados e afirma que os projetos são um meio eficiente de evitar que crianças e adolescentes fiquem na rua. “Isso afasta dos perigos iminentes de droga e bebidas”, explica. Para Marcos Pereira, professor de educação física que ensina capoeira regional às terças, quintas e sábados, a qualidade das atividades é o grande diferencial. “Esse é o elemento fundamental, oferecer isso com consciência para que amanhã a sociedade ganhe com isso”.

O professor Marcos Pereira (Marcão da Capoeira) ensina a arte marcial para a comunidade
do Parque dos Resedás / Foto: Matheus Lianda

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Prefeitura oferece cursos gratuitos no Resedás

O Departamento de Assistência Social de São João da Boa Vista disponibiliza cursos de capacitação e atividades sociais no Parque dos Resedás. Durante a semana, os moradores que se inscreverem no Escritório de Assistência Social do bairro têm acesso a diversas oportunidades de aprendizado e convivência em comunidade.

O propósito da ação é qualificar pessoas em situação de vulnerabilidade social, para que aprendam novos ofícios e tenham facilidade para ingressar no mercado de trabalho. Hoje, aproximadamente 350 pessoas são beneficiadas pelos projetos, segundo o Escritório de Assistência Social.

Projetos Sociais
A professora de design de sobrancelha Sueli Amorim ensina técnicas às
alunas do curso / Foto: Matheus Lianda
Durante a semana, as atividades oferecidas gratuitamente pela prefeitura para os moradores do Resedás são: pintura em tela; artesanato; atividades esportivas inter-relacionais, mulheres, idosas, crianças e adolescentes; vôlei; futebol society; capoeira; catequese; técnicas de venda no varejo; design de sobrancelha; técnicas básicas de maquiagem; técnicas básicas de confeitaria e técnicas de manicure e pedicure. Além disso, há distribuição de leite para crianças e idosos em situação de vulnerabilidade social e atendimento psicológico.

A decisão de quais aulas oferecer no Resedás foi tomada junto aos moradores, em reuniões com representantes da Assistência Social. Segundo a diretora de Assistência Social, Eliane Rossi, os projetos sociais fortalecem a comunidade local. “As pessoas começam não só a ter mais convívio, mas também oportunidades para sair da situação de vulnerabilidade. A gente pretende melhorar as atividades para idosos, que estão em grande número aqui, ampliar o atendimento e trazer novos profissionais para trabalhar aqui no Parque dos Resedás”, conclui.

Resedás
Ao sul de São João da Boa Vista, 926 famílias vivem no Parque dos Resedás (cerca de 3.100 pessoas, segundo o Setor de Divisão de Habitação). Isso faz dele o maior conjunto habitacional da cidade. Os lotes cedidos pela prefeitura têm 200 m², com casas construídas em parceria com o Governo Federal. Todas, sem exceção, estão equipadas com lavanderia, aquecedor solar e são adaptáveis para Portadores de Necessidades Especiais (PNE).

Participantes do projeto aprendem pintura em tela no Escritório de
Assistência Social / Foto: Guto Moreira

Serviços básicos como saúde e educação estão garantidos. Inaugurada em fevereiro de 2016, a Unidade de Saúde do Jardim das Azaleias tem capacidade para atender 13.500 pessoas dos bairros ao redor e a creche, na fase de conclusão de obras, poderá atender 150 crianças de até quatro anos.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

CRAS Nova República promove confraternização natalina

Frequentadoras do CRAS Nova República aproveitam a comemoração
natalina / Foto: Matheus Lianda
Exposição de trabalhos produzidos pelas próprias integrantes
foi uma das atrações / Foto: Matheus Lianda
A Prefeitura de São João da Boa Vista realizou na tarde desta sexta-feira, dia 16, a confraternização natalina dedicada aos frequentadores do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) do Jardim Nova República. A festa aconteceu na sede do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais e reuniu participantes dos grupos de ginástica, família e arte, pintura em tela, idosos, e a apresentação especial do coral formado na própria unidade.

Também foram expostos trabalhos em artesanato e quadros confeccionados em tela, produzidos durante aulas ministradas ao longo do ano. A animação da festa ficou por conta do cantor Tony Bernard.

CRAS Nova República
A diretora Eliane Rossi conversa com os convidados e
parabeniza os funcionários / Foto: Matheus Lianda
Mantido pela administração municipal, o CRAS é uma importante ferramenta descentralizada que oferece acesso a direitos assistenciais para combater a desigualdade social. A confraternização marcou o encerramento das atividades de 2016 no CRAS do Nova República, localizado à rua João Ramalho, 587. Lá são atendidas cerca de 260 pessoas - a maioria da Terceira Idade.

A diretora do Departamento Municipal de Assistência Social, Eliane Rossi, agradeceu pelo esforço daqueles que contribuem para o bom funcionamento da unidade. Ela enfatizou que o trabalho tem obtido resultados significantes. “O CRAS é a porta de entrada de todos os nossos serviços, por isso parabenizo a todos. Também aproveito a oportunidade para desejar um Feliz Natal e um novo ano cheio de realizações”, concluiu.

Detalhes da decoração da festa do CRAS Nova República / Foto: Matheus Lianda